652521248721415
Onboarding Gamificado: conquiste os novos colaboradores

Fábrica RH

out 23, 2019

23/10/2019

categorias: Integração

A palavra Onboarding pode ser traduzida como “embarcando” e se refere ao processo de integração de novos colaboradores.

É o primeiro contato do funcionário com a empresa que ele escolheu e é o momento no qual o profissional conhece a cultura e valores da organização e recebe informações relevantes sobre o negócio.

Assim, depois da integração ele estará mais preparado para começar sua jornada satisfeito com a sua escolha.

Mas para que o onboarding seja bem sucedido, é preciso planejar a agenda pensando na experiência do candidato. 

Então nesse texto, vamos te contar quais são os ingredientes que não podem faltar na sua integração.

Crie vínculo emocional

Em primeiro lugar, é importante lembrar que o novo colaborador passou por um longo processo seletivo antes de chegar na integração: investiu tempo para conhecer a empresa e se preparar para o processo seletivo.

Enviou currículo, fez entrevistas e tomou uma grande decisão de carreira quando apostou na sua empresa.

Por isso, as expectativas dele são grandes! Essa rápida história deixa claro o quanto que o onboarding é mais do que um simples dia para receber o novo profissional. É também o momento de validar a decisão de entrar na empresa. 

Segundo artigo da GPTW, as empresas que oferecem uma integração estruturada, relatam uma produtividade 62% melhor e um índice de permanência 50% maior entre os novos contratados.

Ou seja, uando a experiência é positiva, o novo colaborador cria um vínculo que permanece por bastante tempo. Por isso, a integração precisa ser memorável!

Para que a integração seja memorável, é preciso cuidar do conteúdo e formato transmitido. E nós vamos te ajudar com isso!

Cuide do conteúdo do Onboarding

Já vimos que fazer um onboarding é uma grande responsabilidade, certo?

Mas além de lidar com muitas expectativas de quem está chegando, outro grande desafio é pensar no conteúdo que será transmitido.

Em pouco tempo, precisamos contar o que a empresa faz e garantir que as pessoas conheçam a cultura e valores.

E para que isso aconteça, não tem nada melhor que contar sua história e origem.

Ao contar a história da empresa, falar sobre o ambiente de negócios da época, oportunidades e crenças do fundador, fica mais fácil entender por que as coisas são como são e por que a cultura se formou desse jeito.

Essas histórias são sempre inspiradoras e garantem maior engajamento e orgulho dos novos colaboradores.

Veja mais dicas práticas sobre o conteúdo que deve estar presente no Onboarding no eBook “5 erros comuns no Onboarding e como evitá-los”

 

EBOOK: 5 ERROS COMUNS NO ONBOARDING

 

O que abordar e o que não abordar

Se por um lado, falar sobre a origem da empresa é algo que trás orgulho, por outro lado, tem várias informações que são desnecessárias.

Então cuidado para não despejar milhares de informações no novo funcionário. Quando isso acontece, a experiência do Onboarding passa a ser puro estresse.

O participante fica preocupado de esquecer o que viu, fica na dúvida se deveria anotar alguma coisa e, inevitavelmente, perde o interesse pela integração.

De forma geral, o que queremos dizer é que o excesso de informações gera estresse.

Por isso, nem sempre vale a pena falar sobre organograma e todas as áreas da empresa. O tempo investido é maior e não gera vínculo emocional.

Um bom exemplo disso são os benefícios. Esse tema é importante, mas pode ser falado quando o funcionário aceita a proposta de trabalho e assina a documentação.

O Onboarding não é uma questão de quantidade de tempo investido, mas sim da qualidade do tempo investido.

 

EBOOK: 5 ERROS COMUNS NO ONBOARDING

 

Principais temas no Onboarding 

É importante pensar em uma agenda que envolva os principais temas, como por exemplo:

  • Sua história
  • Negócio
  • Valores
  • Cultura,
  • Etc…

Quando você define o conteúdo do seu Onboarding, meio caminho já está andado. Agora falta cuidar do formato, ou seja, em como passar essas informações de um jeito leve e descontraído, que engaje o novo público que está chegando.

Formato: Onboarding gamificado

Como já dissemos anteriormente, quando a experiência é positiva, o novo colaborador cria um vínculo que permanece por bastante tempo. Por isso, a integração precisa ser memorável!

E nada melhor do que fazer uso de jogos para transformar seu Onboarding em um momento divertido e marcante. 

Além disso, jogos utilizam uma linguagem bem aderente à nova geração de profissionais do mercado.

Alguns exemplos do que é possível fazer em um onboarding gamificado:

  • Linha do tempo para falar da história da empresa;
  • Bingo para falar das áreas-chave;
  • Supertrunfo para falar de produtos;
  • Baralho de valores e outros.

Conheça outros exemplos de jogos que nós usamos na FábricaRH!

 

Leia mais: Onboarding Online

Vai fazer o onboarding da empresa no formato online? Então dê os primeiros passos:

 

ONBOARDING ONLINE: PRIMEIROS PASSOS

 

VOLTAR PARA A HOME 

Você também pode querer ler

Não era amor, era cilada: A decepção do onboarding

Não era amor, era cilada: A decepção do onboarding

E os 7 motivos para a alta liderança dar o sinal verde na transformação da integração de novos funcionários da sua empresa Será que este poderia ser um depoimento real de alguém contratado aí na sua empresa “Desde que me formei e comecei minha busca por um emprego,...

Team Building presencial e gamificado

Team Building presencial e gamificado

Team Building em alta Com a volta para o trabalho presencial/híbrido, veio a necessidade de reencontro entre times. E para tornar esse momento especial, nada melhor do que planejar um Team Building. Nesse texto, vamos te dar algumas dicas de temas e atividades. Mas...